Egito Antigo




A terra dos faraós, das pirâmides, das múmias e dos grandes tesouros da Antigüidade. O Egito e seus mistérios. Pesquisadores e caçadores de tesouros até hoje acreditam que este é um pais que ainda tem muito a revelar sobre o nosso passado.





O deserto é um dos maiores rios do mundo. A energia das pirâmides e a maldição dos faraós. Contradições na geografia, na História e nos costumes.





As tumbas dos faraós


Um tesouro no fim de cada túnel? Se o corredor escavado na rocha chega ao túmulo do faraó, chega também à sua fortuna. Bem no fundo de cavernas escuras, os reis egípcios eram sepultados com ouro e pedras preciosas. A tumba tinha de ser escondida para enganar os saqueadores, e encontrá-las é sempre um desafio para arqueólogos e caçadores de tesouro. Há séculos, cientistas e ladrões disputam as tumbas vasculhando o deserto do Egito. Mesmo que tenham de enfrentar os riscos da descoberta.



Estátuas de reis e príncipes protegiam as tumbas. Na escuridão pareciam tão reais que os ladrões se assustavam quando as tochas iluminavam os olhos da estátua. As do príncipe Rahotep e da princesa Nofret, têm quase 4.600 anos.



Os cientistas explicam as mortes de pessoas que entram nas tumbas: cavernas que guardam múmias fechadas há tanto tempo podem ter germes e bactérias mortais, mas o risco é compensado pela descoberta. O fabuloso tesouro de Tutankamon foi o único encontrado intacto pelos arqueólogos. A cobertura do sarcófago é de ouro maciço encrustrado com esmtitlee e pedras preciosas. O ataúde tem 112kg de ouro e 1,84cm de comprimento. O valor histórico supera o valor material. Nem dá pra calcular.



São centenas de peças guardadas a sete chaves no museu do Cairo - colares de todos os tipos, amuletos de ouro, utensílios de prata. Os faraós acreditavam que poderiam levar a sua fortuna para a outra vida, depois da ressurreição. Tutankamon era muito rico apesar de ter morrido jovem, com apenas 18 anos de idade. Era um faraó do chamado Novo Império.





As pirâmides do Velho Império são as tumbas mais antigas do Egito. Desde 2.450 antes de Cristo, as caravanas que passam pela planície de Gizé, no norte do país podem vê-las. Imensas estruturas de pedra construídas pelos reis da quarta dinastia. Gerações de viajantes já se surpreenderam com elas.





Ao lado das pirâmides de Quéops, Quéfrem e Miquerinos há pirâmides menores construídas para que as rainhas fossem sepultadas e também tivessem direito à ressurreição. A maior de todas, com 146m de titleura, é a do rei Quéops.



Em frente à esplanada das pirâmides a esfinge de pedra, o guardião das tumbas. O protetor dos reis sepultados. Dentro da pirâmide não há salões, nem janelas, nem entradas de ar, apenas uma galeria apertada. Um labirinto enorme. O rei Queops não queria um palácio, queria mostrar o seu poder construindo a maior sepultura do Egito. A grande pirâmide de Queops entrou para a história como a maior façanha arquitetônica do mundo antigo.



A ressurreição e o embalsamento


Cada pedra da pirâmide tem cerca de cinco toneladas. São 2.300.000 pedras empilhadas aqui numa época em que não existiam nem roldanas, nem carros sobre rodas. Uma estrutura imensa construída para garantir a ressurreição de uma única pessoa.



A vida não acaba quando morre o Faraó. Os egípcios acreditavam poder viver para sempre desde que o corpo fosse conservado. Assim que o rei morria, eram 70 dias de preparação. Um longo ritual para garantir a eternidade.



Os embalsamadores tiram as vísceras, e limpam o corpo, que deve ser purificado e desidratado. O faraó recebe adornos sagrados e as orações do sumo sacerdote que comanda o ritual. Ele recita as escrituras pedindo proteção para a próxima vida.



O corpo do Faraó é enfaixado cuidadosamente. A múmia vai sendo preparada e recebe amuletos - o escaravelho, símbolo da fertilidade e da ressurreição. Uma mistura de mel e resina é jogada sobre a múmia para protegê-la. Outro amuleto: o Ank, símbolo da vida que vem do rio Nilo. Uma nova camada de mel e resina. O sumo sacerdote precisa se certificar de que o corpo do faraó vai permanecer intacto. Só assim ele poderá ser habitado por Ká, o espírito da vida, a alma do rei.



A múmia está pronta. A cerimônia termina e o esquife é fechado. O faraó já pode esperar pela ressurreição. Com o corpo salvo, a eternidade só depende da aprovação do deus sol, Amon-rá. Por isso, as pirâmides têm faces voltadas para o nascente e para o poente. O rei ressuscita todo dia bem cedo, acompanhando a trajetória do sol para adormecer à noite.



Nas paredes, o modo de vida, a rotina, as roupas dos ancestrais. Os animais sagrados e os rebanhos que alimentavam as cidades no princípio da civilização. Os rudimentos da escrita aparecem nas tumbas de Sakkara, onde eram enterrados os nobres.



É a prova de uma sociedade de classes. Só a nobreza tinha direito à sepulturas de pedra, o povo não. A eternidade para os poderosos. E ninguém teve mais poder do que o construtor do templo de Karnak, na antiga cidade de Thebas, hoje Luxor, no sul do Egito. O faraó Ramsés II, o Grande.





O faraó que dizia ser filho do deus sol, Amon-rá, governou o Egito durante 67 anos. Mandou fazer oito templos para agradecer as vitórias, as guerras que venceu.



O poder ilimitado de Ramsés II se estendeu por todo o território. No norte, na cidade de Menphis, uma estátua gigante repousa num salão construído só para abrigá-la. A estátua só está no chão porque foi derrubada por um terremoto. Um Ramsés de 13,5m de titleura e 180 toneladas - do tamanho do poder do rei que teve 53 mulheres e 250 filhos.



As rainhas do Egito


Os arroubos de paixão de Cleópatra ficaram no passado. A poderosa rainha que governou o Egito durante o domínio grego é uma lembrança remota, mas mais viva que nunca. Uma cabeça de pedra é a única imagem de Cleópatra no museu de Alexandria.



Mas no salão dedicado à mais famosa das rainhas nenhuma outra estátua poderia dizer tanto sobre Cleópatra. Afrodite, a deusa grega do amor, a inspiração de uma mulher que queria o poder mas não abria mão da paixão.



Mil e quinhentos anos antes de Cleópatra uma mulher já mandava no Egito através de artimanhas: Hat-Sep-Shut, a rainha que usava barba postiça para mostrar que era poderosa como os homens. Quando o rei morreu, ela casou com o príncipe - seu enteado de nove anos de idade - e assumiu do lugar dele. Quando o marido cresceu, matou Hat-Sep-Shut e recuperou o trono.



Na longa história de poder e sedução do Egito, nenhuma rainha foi mais bela do que Nefertite. Tão bela que mesmo sendo irmã do rei foi escolhida pra casar com ele. Akenaton, o rei feio, tinha fixação pela beleza. Um revolucionário que mudou a arte, mudou a capital, mudou até de Deus, mantendo a tradição de governantes fortes e carismáticos.



O rio Nilo e a religiosidade


O Egito é uma dádiva do Nilo. O rio imenso que interrompe a aridez para trazer vida e alimentar a região mais seca da África. Ao lado do sol, é como uma divindade reverenciada desde as eras mais remotas.



Ao fundo, as montanhas calcárias do Saara. Ao lado, um vale verde, fértil. O maior rio do mundo - com 6.500km de extensão - nasce bem mais ao sul recolhendo água de lagos e rios menores. Mas quando entra no Egito não recebe mais afluente algum, vai inundando de nutrientes o lodo de suas margens. O Nilo segue para o norte cortando o país inteiro.



Onde o Nilo toca o deserto a areia se fertiliza. Deuses se juntam aos reis, a vida se separa da morte. O rio provedor do Egito é a linha que cruza o caminho do deus sol. A margem direita, onde o sol nasce, pertence à esta vida, às cidades, ao povo. A margem esquerda, onde o sol se põe, é das tumbas e dos mortos, onde os deuses encontram os faraós.



No mundo sobrenatural dos templos da margem esquerda, reis sepultados desfrutam da ressurreição. O espírito do faraó é conduzido pelas divindades mitológicas do Egito para aproveitar o dia. A noite é para o descanso dos mortos. E para a diversão dos vivos.
Povo festeiro, mas profundamente religioso. Na deslumbrante mesquita de Muhamad Ali, no Cairo, lustres de cristal e paredes de alabastro. É uma mesquita aberta à qualquer turista, mas existem aquelas em que só os muçulmanos podem entrar.
Algumas mesquitas chegam a dispensar a presença das mulheres alegando que elas não são tão necessárias quanto os homens. Mas a religiosidade das egípcias é tão grande que elas vem mesmo assim, ainda que tenham de ficar do lado de fora.
A disciplina religiosa do islamismo é cumprida à risca. Rezam em árabe agradecendo a Alá e a Maomé, seu maior profeta. Para os muçulmanos Jesus Cristo não é o filho de Deus. Como Maomé, ele é apenas um profeta.



As pirâmides através dos tempos


A mais antiga construção de pedra da História da civilização ainda está de pé: a pirâmide de degraus de Sakkara ficou pronta em 2.686 antes de Cristo. O rei Zoser, da terceira dinastia egípcia, queria uma escada para o paraíso, achava que a alma só subiria ao céu se sua tumba tivesse degraus. De dentro de uma guarita de pedra, a estátua do próprio Zoser vigia a pirâmide, mas o rei guardião não impediu que sua tumba fosse profanada e nem que o seu tesouro fosse roubado.



As pirâmides fascinaram os povos invasores do Egito. Os árabes que chegaram ali em 642 depois de Cristo são os autores do provérbio: o tempo resiste à tudo, mas as pirâmides resistem ao tempo.



As pirâmides de Queops, Quefrem e Miquerinos são as mais famosas. Mas ainda existem 107 pirâmides espalhadas pelo Egito. Alguns especialistas acreditam que, pelo menos as maiores, foram construídas por escravos em desumanas jornadas de trabalho debaixo de chicote, mas até hoje não há provas concretas sobre suas contruções.
Essas provas ficarão eternamente no campo das suposições?



Para o egípcio Zahi Awas, diretor do parque das pirâmides de Gizé, e um dos mais importantes arqueólogos do mundo, isso não é verdade. Awas diz que já foram encontrados papiros informando sobre o pagamento dos homens que trabalharam na construção. Para o pesquisador se tivessem mesmo sido escravos não teriam construído monumentos tão perfeitos.



Perfeição que tem seduzido povos nos quatro cantos do mundo. A arquitetura feita pra ser eterna como matéria acabou virando eterna como idéia. Uma pirâmide de vidro em frente ao museu do Louvre em Paris! O desenho arquitetônico mais antigo do mundo é o monumento mais moderno da capital da moda.



02/04/2000, 20:35h
Descoberta tumba de 2.700 anos no Egito


Uma tumba da época dos farós foi descoberta no oásis de Bahariya,a 400km a Sudoeste de Cairo, no Egito. A informação foi anunciada neste domingo por Gaballah Ali Gaballah, secretário-geral do Conselho Superior de Antigüidades, citado pela agência egípcia MENA.
A tumba, que contém uma câmara funerária e um sarcófago de 3,5 metros de comprimento, pertence à 26ª dinastia (700 anos a.C.), segundo a mesma fonte.
A descoberta foi feita por uma equipe de arqueólogos egípcios e estava enterrada 12 metros abaixo de casas da cidade de Bawiti.
Fonte(s): France Presse / Cadê / Globo

Menu



Home Adivinhações Aids
Almas Gêmeas
Jogo da Alma
Numerologia
10 Coisas que seu Cão diria a você
Curiosidades Caninas
A Verdadeira Idade do seu Cãozinho
Tóxicos, afaste seu cão dessa!
Nomes de cães
Nomes enviados por Alexa F. J.
Nomes enviados por Ana Cristina Henriques
Nomes enviado por Apoio a Clientes
Nomes enviado por Anabela Vicente
Nomes enviado por Carol
Nomes enviado por Caroline Cardinele
Nomes enviado por Clenifarias
Nomes enviado por Eliane Lemongi
Nomes enviado por Giovanna Miler
Nomes enviado por Kakau Pereira
Nomes enviado por Klycia Fontenele
Nomes enviado por Larissa Cani
Nomes enviado por Leticia Avelar
Nomes enviado por Lorena Gomes de Araujo
Nomes enviado por Marcelo de Oliveira
Nomes enviado por Mauri Batista
Nomes enviado por Pádua Soares
Nomes enviado por Paulo Vieira
Nomes enviado por Suetonio Pedro Azevedo Tosta
Bookmark
Concursos
Currículos
Cursos
Fórum
Seminários
Software
O Assombramento
Trio em Lá Menor
Último Capítulo
Um Apólogo
Um Cão de Lata ao Rabo
Um Homem Célebre
Uma Senhora
Uma Visita de Alcebíades
Umas Férias
Uns Braços
Verba Testamentária
Viver
345
A Ama-Seca
A Conselho do Marido
A Doença do Fabrício
A Filosofia do Mendes
A Melhor Vingança
A Nota de Cem Mil-Réis
A Ritinha
A Viúva do Estanislau
As Cerejas
Às Escuras
A Carona
A Cartomante
A Eternidade dos que Amaram
O Corvo
O Corvo
O Gato Preto
O Poço e o Pêndulo
A Coroa de Orquídeas
A Volta do Dia da Sinceridade
Caju Amigo do Homem
Carandiru
Uma voz na Escuridão
Guardador de Rebanhos
O Dia da Sinceridade
O Pastelzinho
O Suicida
Pato com Azeitonas
Se te queres Matar
Tentação
A Cidade de Tiahuanaco
Bigfoot
Bunyips
Carcaça Gigante
Carcaça no Egito
Cavalo Branco de Westbury
Celacanto
Cerne Abbas
Cobra Gigante no Congo
Criatura de Queensland
Diabo de Jersey
Fera do Gévaudan
Mapinguari
Mega Mouth
Mokele Mbembe
Lago Champlain: Champ
Lago Okanagan: Ogopogo
Lago Morar: Morag
Morgawr
Mothman
O Enigma da Esfinge
Oar Fish
Pegadas do Diabo
Pegadas no Rio Paluxy
Pterossáuros
Sereias, Tritões e Ri
Tatzelwurm
Terraço de Baalbek
Thunderbird
Yonaguni: civilização perdida
Jogo Fotografar Celebridades se Beijando
Jogo Caça-Palavras de Adjetivos em Inglês
Jogo Benda Bot
Jogo de Corrida 4wheelmadness2
Jogo da Memória As 7 Maravilhas do Mundo
Jogo Caça-Palavras de Nomes de Frutas
Teste de Amor
Checkbox
Corrida dos Caranguejos
Jogo da Forca
Solitaire Poker
Contando seus Dias de Vida
Jogo da Memória
Pedra, Tesoura, Papel
Jogo da Velha
JSkeetch
Jogo de Xadrez
Pong
Quadrados Mágicos
Saiba + Inglês
Teste de QI
Gifs Animal
Gifs Caveira
Gifs Voltar
Gifs Entrar
Gifs Computador
Cão, Gato e Rato
Gifs Golfinho
Gifs Novo
Gifs Flor
Gifs Mundo
Gifs Welcome
Gifs Ball
Gifs Áudio e Vídeo
Gifs Contador
Gifs Dragão
Gifs Brasil
Gifs Olhos
Gifs Barra
Gifs e-mail
Gifs Construção
Gifs Miscelanea
Gifs Dinossauro
Gifs Et's
Gifs Peixe
Wallpapers
Tutoriais
Drogas Ahmose I
Egito Antigo
Egito Moderno
O Esperanto
Downloads
Links
Mandamentos do Estudante
Guia Prático
Piadinhas
Matar Aula
Vestiburrices
Curiosidades de Ciências
Curiosidades de História
Curiosidades de Geografia
Curiosidades as 7 Maravilhas do Mundo Antigo
Várias Curiosidades
Vestibular

Ilusões 1
Ilusões 2
Ilusões 3
Ilusões 4
Ilusões 5
Ilusões 6
Mega Sena Brasileira
Celta
Eslava
Greco-Romana: A, B e C
Greco-Romana: D, E e F
Greco-Romana: G, H e I
Greco-Romana: M a Z
Lenda da Origem da Ametista
O Nascimento de Baco
Prometeu Acorrentado
Nomes Curiosos
Significado dos Nomes
Espanhol
Inglês
Italiano
Português
Restauração
Softwares
45 Frases para Viver Melhor
A Fé e a Corda
Amigos
Amigos
Anjo
Antiga Lenda
As palavras
Assembléia na Carpintaria
A Parte Mais Importante do Corpo
Círculo de Amor
Deus
Eco da Vida
Eficiência
Eficiência e Eficácia
Fábula da Estrela Verde

Os 4 Indivíduos
Hospital do Senhor
Imaginação e Criatividade
Mestre Zen
Não deu Tempo...
Lição de Vida
Deus Escreve Certo...
Carta de um Escritor Africano
O Coelho e o Cachorro
O Homem e a Mulher
O Menininho
O Sábio e o Rei
O Silêncio
O Trabalho de Cada Um
Por que não Quebrar Paradigmas?
Provérbios Árabes
Quando Você Pensava...
Rápido Demais
Reflita
Renovação
Solidariedade
Sorria!
Teste de Prioridades
A Vaquinha
A Visita de Jesus












O Processo do Sono
Introdução ao Sonho
Significado do Sonho
Foto de Tornados
Foto de Tornados
Foto de Tornado
Foto de Furacões
Foto do Olho do Furacão
Foto de Tsunami
A História
O Objetivo
O Tabuleiro
O Peão
A Torre
O Bispo
O Cavalo
A Rainha
O Rei
O Roque
Como jogar
Download
O Vocabulário
Os mestres
Lenda do Xadrez


siga-me no twitter facebook






© 2000-2013 - Criptopage

Todas as fotos são de propriedade dos seus autores.
Todas as manchetes são de propriedade dos seus autores.